Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009

O Cristo que passa e Chama

 

É comum que muitos jovens manifestem o desejo de responder aos apelos que sentem no coração diante das propostas de servir a Igreja de Cristo. Entretanto, junto com esse desejo, aparecem preocupações, dúvidas, inseguranças, medos, entre outros questionamentos que dificultam responder ao chamado vocacional com entusiasmo. O Senhor pede algo a cada um que o busca e deseja segui-Lo como Cristão. Mas para saber o que Ele pede de maneira mais específica, é preciso conhecê-Lo mais de perto. O Cordeiro nos é apresentado. E nós? Buscamos uma maior proximidade com ele? É na sua intimidade que podemos entender o que Jesus nos fala.


No início do Evangelho de João (Jo, 1, 35-39) temos o exemplo de João Batista que apresenta Jesus a dois de seus discípulos: “eis o cordeiro de Deus” e imediatamente esses se puseram a seguir o Cristo. Vemos ainda na passagem que Jesus percebe que eles o seguiam e pergunta: “Que procurais?” ao que eles responderam: “mestre, onde moras?” então Jesus os convida, “vinde e vereis”. E eles permaneceram com Jesus aquele dia.
A missão do Grupo Cristo Jovem, a exemplo de João Batista, é apresentar o mundo ao Cristo. Aquele que deseja segui-lo deve conhecê-Lo e aquele que o conhece, segue-o como Ele pede. Nós apresentamos as pessoas [jovens ou não] ao Cristo que, por sua vez, vem se apresentar a cada um.

Talvez muitos dos que foram batizados em nome de Cristo, não ficaram conhecendo bem quem é esse Jesus de Nazaré. Mas para quem quiser conhecê-Lo, basta buscá-Lo que Ele se deixa conhecer e faz uma proposta a cada um. O encontro pessoal com o Senhor se dá na oração, como um amigo fala com outro amigo. Ele fala ao coração de cada um que saboreia internamente suas palavras e quem o escuta, põe em prática seus ensinamentos e caminha na sua luz. “eu sou a luz do mundo. Aquele que vem em meu seguimento não andará nas trevas; ele terá a luz da vida” (Jo 8, 12).

O mestre continua chamando por onde passa. No início de sua vida pública, Jesus viu um grupo de pescadores e lhes disse: "vinde em meu seguimento e farei de vós pescadores de homens.Eles deixando logo as redes seguiram-nO".  (Mc 1,17-18). E por onde caminhou, foi chamando pessoas de diversas condições como Mateus sentado na coletoria de impostos. “Disse-lhe: ‘segue-me’. Ele se levantou e o seguiu”. (Mc 2,14). Aquele que acolhe o convite de Jesus e se coloca em seu seguimento o conhece cada vez mais. Porém há muitos que desejam conhecer mais intimamente o Cristo de que todo mundo fala e, novamente, o próprio Jesus se encarrega de chamar a pessoa mais para perto de si, dizendo a condição para caminhar com Ele. Então, essas pessoas, na sua fraqueza, preferem ficar com o que têm, a ter de seguir o chamado do Senhor. Exemplos como esses vemos no caso do jovem rico que queria seguir a Jesus como nos narra Marcos: “Jesus fitou-o e começou a amá-lo; Ele lhe disse: ‘só te falta uma coisa; vai; o que tens, vende-o, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; depois vem e segue-me’. Mas a estas palavras ele ficou acabrunhado e retirou-se triste, pois tinha muitos bens” (Mc 10,21-22).

Não podemos viver o reino de Deus no seguimento de Jesus com facilidades, mas buscar na graça do Senhor a coragem e a disposição para enfrentar os desafios no anúncio do seu Reino. “se alguém quiser vir em meu seguimento, renuncie a si mesmo e tome a sua cruz cada dia e siga-me”. (Lc 9, 23). Jesus coloca condição para quem deseja segui-Lo. Aquele que se identifica com sua causa não teme o que Ele propõe. Talvez o que se põe em marcha ré não O conhece suficientemente, ou não se identificou com sua causa para fazer o que Ele pede. Jesus conhece bem a cada um dos seus e por isso faz um convite particular a cada pessoa. Aquele que segue a Cristo também O conhece. “eu sou o bom pastor, eu conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas me conhecem” (Jo 10, 14).

Com esses exemplos de encontros com Jesus, de pessoas chamadas, rezemos nós também cada uma dessas passagens e coloquemo-nos na presença de Jesus que convida a cada um de nós a uma missão específica e deixemos que a chama do seu amor arda em nossos corações “como um fogo que acende outros fogos”.

 

Texto adaptado de Dec. 2, nº 10. XXXV CG (Congregação Geral da Companhia de Jesus)

 

sinto-me:
publicado por magnoorj às 01:37
link do post | comentar | favorito

.quem somos

De Caixa suspensa

.tags

. todas as tags

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Cristo que passa e Cham...

.olha a hora

.musica

.pesquisar

.quantos viram nosso blog